sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Ano Novo


Ano Novo um marco mundial de confraternização e promessas.
Promessa para emagrecer, deixar de fumar, gastar menos, economizar mais, ser mais fraterno, mais atento, mais, mais, mais...

Momento de fazer simpatias: lentilha, carne de porco, salada de repolho, cereja, pular 7 ondas, usar roupa amarela, branca...



[...]

Enfim... são tantas coisas, como saber o que realmente funciona. E também não importa.

O que realmente importa é que cada um saiba concretamente quem é, o que quer. Fazer planos concretos de como chegar onde quer ir e ter definido em poucas palavras o que você é.

Alguém me disse que esperava dos mais velhos rotas seguras de como vai ser o futuro ou como é a vida, para então ter um rumo e talvez seguir esse rumo.

Fiquei a remoer sobre isso. Como ensinar a vida para alguém?
Não há simpatias e promessas as vezes são vãs, de concreto apenas uma realidade intima e que talvez não se aplique aos outros. Hoje no alto de meus 52 anos a caminho celere, para em maio fazer 53, digo que sobre a vida aprendi que ela é aquilo que somos.

Então caso eu possa dizer algo sobre a vida e promessas de ano novo, avalie quem você é e como pretende alcançar objetivos concretos. Não há vida sem luta, sem trabalho ou sem estudo, não necessariamente nessa ordem, nem todas juntas, mas uma dela há de ter.

Não há mistérios na vida nem em se viver, apenas alguns de nós vivem no mundo da lua.
Começo o Ano Novo sem promessas, sem simpatias e continuo no mundo da Lua.

seja o primeiro a comentar!

Design by Sala de Costura ^
BlogBlogs.Com.Br