terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Fim de Ano


Mais um ano que chega ao fim.
Fim?

Não! Acho que não há fim.


Se levarmos em consideração o "espaço tempo" - nada nos separa do antes e do depois.

[...]

Sob diversas formas de comemorações sobre o Natal sem enaltecer essa ou aquela religião ou crença, eu gosto de aproveitar esses momentos de cor e luz para refletir sobre uma passegem do livro o Grande Enigma, cujo autor é um francês do seculo 19 que se chama Léon Denis.

No capítulo 14, Elevação, ele exclama:

" Espírito, Alma, tu que percorres estas páginas, donde vens e para onde vais? Sobes do fundo do abismo e galgas os degraus inumeráveis da escada da vida. Tu caminhas para as moradas eternas, onde a grande Lei nos chama e para as quais a mão de Deus nos conduz. Vais para a Luz, para a Sabedoria, para a Beleza!

Contempla e medita! Por toda a parte, obras belas e potentes solicitam tua atenção. Em seu estudo, haurirás, com coragem e confiança, o justo sentimento do teu valor e do teu futuro. Os homens só se odeiam, só se desprezam, porque ignoram a ordem magnifíca pela qual estão todos estreitamente aproximados.

Teu caminho é imenso; mas o fim excede em esplendor tudo quanto podes conceber. Agora pareces bem pequeno no meio do colossal Universo; mas tu és grande pelo pensamento, grande por teus destinos imortais.

Trabalha, ama e ora! Cultiva tua inteligência e teu coração! Desenvolve tua consciência; torna-a mais vasta, mais sensível. Cada vida é um cadinho fecundo, de onde deves sair purificado, pronto para as missões futuras, maduro para tarefas sempre mais nobres e maiores. Assim, de esfera em esfera, de círculo em círculo, prossiguirás em tua carreira, adquirindo forças e qualidades novas, unido aos seres que amastes, que vivem e reviverão contigo.

Evolverás em comum, na espiral das existências, no seio de maravilhas insuspeitadas, porquer o Universo, e assim tudo, se desenvolve pelo trabalho e expande suas metamorfoses vivas, oferecendo gozos, satisfações sempre crescentes, sempre renovadas, às inspirações, aos puros desejos do Espírito!

Nas horas de hesitação, volta-te para a Natureza: é a grande inspiradora, o tempo augusto em que, sob véus mistériosos, o Deus escolhido fala ao coração do prudente, ao Espírito do pensador. Observa o firmamento profundo: os astros que o povoam são os estágios de tua longa peregrinação, as estações da grande via a que teu destino te conduz.

Vem! elevemos nossas Almas; paira um instante comigo, pelo pensamento, entre os sóis e os mundos!..."

1 comentário

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Lúcia, obrigada pelo carinho e pela visita. Não conhecia teu cantinho, mas estou deveras encantada. Confesso que já estou a procura deste livro O grande Enigma. Livros são talvez a paixão mais antiga, antes mesmo do meu primeiro gato os livros já faziam parte da minha vida. Voltarei visitar lhe mais vezes, pois apaixonei pelo Sala de Costura. Beijos, fique com Deus

Postar um comentário

Design by Sala de Costura ^
BlogBlogs.Com.Br